ADRENALINA - DIGA NÃO A ESSA DROGA


O Conceito de Drogas tem se ampliado. Basicamente, Droga é qualquer substância que provoca uma mudança fisiológica ou comportamental.

O nosso corpo sintetiza ´Drogas´ que são chamadas ´endógenas´; dentre elas os hormônios são as mais conhecidas por que são substâncias que determinam nosso comportamento, emoções e sentimentos.A Adrenalina é uma dessas substâncias que o corpo produz naturalmente para determinar reações de comportamento, nos levando a viver o dia-a-dia em suas mais variadas situações.Ela é um hormônio secretado pela glândula Supra-Renal, e determina reações rápidas de vários órgãos, diante de situações de alerta e emergência.

É a adrenalina que acelera o coração, aumenta a pressão arterial e garante mais sangue nos membros e no cérebro, para reagir a situações que esperamos resolver com rapidez.

Imagine que você está na cozinha e você percebe que um copo esta rolando sobre a pia, e vai cair no chão e se quebrar; o que você viu gera uma descarga elétrica em seu cérebro para estimular a secreção da adrenalina, que será jogada no sangue e enviada para o seu coração, e dali distribuída para os membros do seu corpo, para uma rápida ação em correr e pegar o copo antes que caia.

Esse simples episódio acelerou seu coração, aumentou sua respiração, dilatou suas pupilas e aguçou seus sentidos para uma ação rápida. A Adrenalina é importante pois ela determina que estímulos como a fuga do perigo e ações rápidas para emergências, sejam feitas por nosso corpo.

Se Divertindo com o Perigo
Mas a modernidade traz hábitos e estilos de vida que exploram as ações da Adrenalina em nosso corpo. Por seus efeitos de alterar funções vitais (coração, visão e cérebro) e por determinar emoções fortes (estado de alerta, medo, angústia e ansiedade) logo a Mídia e a Industria do Entretenimento, perceberam que poderiam reproduzir situações em que os efeitos da Adrenalina fossem reproduzidos.

Existem esportes que oferecem riscos fatais à pessoa que o pratica, ou aventuras que expõem seus participantes a extremos; mas com a Tecnologia associada ao Entretenimento, uma pessoa pode simular ou realizar quase as mesmas coisas, de forma controlada e segura. Assim saltar de pontes, despencar de elevadores, provar velocidades vertiginosas, simular vôos, experimentar exercícios que astronautas realizam, e uma infinidade de outras coisas está ao alcance de qualquer pessoa.
Nos finais de semana as principais atividades que são procuradas como lazer e diversão, são na realidade estimulantes, pelas descargas de Adrenalina. Parques de diversão, com suas formas de lazer radicais, exploram situações onde o perigo, medo, pavor e outras sensações estressantes são reproduzidas. E assim o que era para ser descanso acaba sendo um fim de semana de stress, sem que realmente saibamos disto.
A sensação que se tem ao realizar tais atividades, é o que as pessoas perseguem, como uma emoção forte mas segura. Por vezes não só a Adrenalina está presente, mas outras substâncias estimulantes que combinadas produzem uma variada gama de sensações e emoções.

Existe ainda como expressão máxima do século XXI, as experiências virtuais, que apesar de serem irreais, reproduzem até certo ponto, estímulos ao cérebro que o induzem a desencadear a produção das mesmas substâncias estimulantes.

Assim não é necessário se expor ao perigo para sentir as emoções que o mesmo oferece. Isso se torna muito atrativo devido as circunstâncias criadas, e que foram rotuladas como Entretenimento.

A situação pode ser tão corriqueira, que assistindo a TV, podemos através de um filme, sermos estimulados pelas situações que são exibidas. Filmes de ação, violência e terror, produzem descargas maciças de Adrenalina. Daí a dificuldade de alguns em dormir após esses tipos de filmes.

Muitas atrações de final de tarde na TV, exploram eventos reais da vida, que são noticiados de forma chocante e alarmante, e que produzem um estado de alerta, produzindo emoções negativas como a depressão, angústia e desesperança. Algumas pessoas que apresentam dificuldade em pegar no sono, insônia e noites mal dormidas, poderiam ter melhoras na qualidade do seu sono se fossem mais seletivas em suas atividades antes de irem dormir. E assim os estímulos da Adrenalina acontecem diariamente, em atividades corriqueiras e por vezes rotuladas como lazer, que se tornam momentos de estresse inconsciente.

Viciados em Adrenalina
Mas não são todos que sentem essas dificuldades com a exposição à Adrenalina. Algumas pessoas são tolerantes a ela, e existem aqueles que são viciados. As pessoas tolerantes a Adrenalina, são aquelas que se comportam de forma natural na presença do perigo e se controlam com os efeitos que a mesma reproduz no organismo; apesar disto sofrem os efeitos a longo prazo.

Os viciados em Adrenalina, são aqueles que perseguem os esportes radicais e tem hábitos e costumes que envolvem estímulos constantes através de alimentação, música, atitudes agressivas e uma infinidade de outras coisas.

Esses dois tipos de pessoas vivem menos, envelhecem mais cedo e apresentam problemas sentimentais e comportamentais. Isto devido aos efeitos que a Adrenalina reproduz, e que são os mesmos do estresse.

Os sintomas do estresse são reproduzidos de forma exata, mas em condições diferentes. O mesmo cansaço, dificuldade de concentração, nervosismo, dificuldade em relaxar, que uma pessoa tem no estresse que envolve o trabalho do dia a dia, sob condições desfavoráveis, se repetem no organismo mas agora em uma situação de lazer ou entretenimento.

O resultado é a agressividade, o nervosismo persistente, irritabilidade, mau temperamento. Tal comportamento é desencadeado também nos usuários de Drogas Entorpecentes; mas também é reproduzido pela Adrenalina, sob as condições mencionadas.

A Adrenalina e o Coração
Os dois principais estímulos gerados pela Adrenalina para o coração, são o aumento dos batimentos cardíacos e da pressão arterial. Os dois estímulos visam uma performance acelerada, no suprimento sanguíneo ao cérebro e aos demais órgãos; o sistema vascular do coração (coronárias) e o cerebral recebem uma elevação súbita da pressão.

Esse mecanismo é perigoso para pessoas que são sedentárias e com idade acima dos 30 anos. Os hábitos físicos e de alimentação por vezes determinam uma pouca resistência do sistema vascular, e quando a pressão é aumentada subitamente, pode causar o derrame cerebral e o infarto no coração.

Cientistas verificaram que há 3% mais mortes por ataque cardíaco nas segundas-feiras. As bebedeiras do final de semana e o stress do trabalho estariam entre as causas. E as segundas-feiras são clássicas pelos episódios de aborrecimento e mau humor.

Uma recente pesquisa divulgou que pessoas que dirigem veículos, tem probabilidade maior de envelhecer e morrer mais cedo. Os homens que normalmente são os condutores de veículos, morrem mais cedo que as mulheres. Isto porque é uma atividade que envolve risco, e a cada freada brusca ou manobra arriscada no trânsito, descargas de Adrenalina ocorrem; para aqueles que passam horas no trânsito e todos os dias dirigem, isso se torna tão constante que os resultados são o estresse, a ansiedade e a queda na qualidade de vida.

Os homens se envolvem mais que as mulheres em situações de confronto e disputa, o que favorece os mecanismos do estresse serem ativados; uma simples partida de futebol, pode causar excitação pela disputa e discussões, gerando descargas de Adrenalina. A própria postura masculina as vezes é muita agressiva, no trabalho, em casa e no circulo social; o homem precisa aprender a cultivar virtudes como a mansidão e a paz de espírito, para poder viver mais.

Estresse Fisiológico
O Estresse pode ser físico, psicológico e emocional; mas há também o estresse fisiológico. A Adrenalina ainda para melhorar a performance do organismo diante de situações de emergência e alerta, estimula a lipólise e a glicogenólise .

A lipólise é a liberação de energia extra, que está armazenada na forma de gordura; a glicogenólise é a liberação de glicose do fígado, também para oferecer mais energia.

A constante exposição a fatores estimulantes envolvendo as situações que já mencionamos, gera um estresse fisiológico constante; há sempre uma hiperglicemia gerada pelos mecanismos indutivos da Adrenalina.

A situação se agrava com os hábitos que estão associados ao entretenimento e o lazer; ingere-se muito açúcar através dos doces, refrigerantes e lanches em tais situações; para o corpo é mais energia em forma de calorias e uma hiperglicemia acentuada.

Esses dois agravantes, induzidos pelo mecanismo da Adrenalina e por hábitos alimentares, se alternam para conduzir a uma hiperglicemia constante.

O corpo em situações de estresse real queima essas calorias, mas se o mecanismo ocorre com a pessoa sentada na frente da TV, ou um passeio ao Parque, a tendência é que a hiperglicemia permaneça por muito tempo na circulação sanguínea. Isso reproduz a fisiologia do estresse.

Como evitar essa Droga
Para evitar o abuso da Adrenalina, é necessário uma reformulação de conceitos e hábitos sobre o Lazer e o Descanso.
Se você quer realmente descansar e ter momentos de lazer onde sua mente e seu corpo se recuperem do cansaço e estresse do trabalho, vai ter que evitar os ´Entretenimentos´ da atualidade.

No final da tarde de uma segunda feira, sentar-se na frente da TV, não vai lhe oferecer descanso, como deitar-se em uma rede com um bom livro.
Evite assistir os noticiários que valorizam a violência, e prefira ouvir notícias pelo rádio, por emissoras especializadas, que não exploram a violência urbana, ou leia as notícias no jornal e revistas; aprenda a selecionar aquilo que vai ler e evite as más notícias.

No final de semana, para você se livrar do estresse do trabalho, evite os Esportes Radicais, mesmo que eles ocorram ao ar livre. Se for se divertir em um Parque de Diversões prefira os brinquedos mais inocentes e simples. Procure Parques Nacionais e se divirta na Natureza, mas de forma natural e sem riscos.

Para Entretenimento, prefira os jogos ao ar livre e com os amigos e familiares, sem clima de disputa. Evite os Entretenimentos que o fazem ficar na poltrona e dentro de casa. Quanto a aqueles que envolvem diversão, dê preferência aos Parques Aquáticos (cuidado com os brinquedos radicais); procure os Zoológicos e Jardins Botânicos. Procure se adaptar a atividades da Natureza, como caminhadas, excursões e passeios ecológicos.

Se exponha ao sol da manhã e do final da tarde, respire profundamente o ar puro, beba água em abundância, brinque na água e deixe que a água caia sobre seu corpo como uma hidro-massagem, caminhe, corra e se movimente e não se importe de transpirar.

Há hábitos associados que ajudam ao lazer e ao descanso pleno, como se alimentar de produtos naturais e evitar os industrializados. Dê preferências a água de côco e aos sucos de frutas, do que aos refrigerantes (eles possuem muito açúcar); peça pratos de verão com frutas, legumes e verduras no lugar dos tradicionais churrascos e macarronadas do domingo.

Durante a semana, dirija em velocidade baixa, evite os horários de engarrafamentos e coloque músicas calmas e suaves para dirigir em longos trechos; se você tem de viajar para trabalhar, pare e faça alongamentos e exercícios respiratórios. Evite os lanches de beira de estrada, e de preferência a uma alimentação leve e natural. Ao chegar no local, sempre que puder estacione o carro e ande.

Se você trabalha em escritório ou salas fechadas, decida não se aborrecer; e busque em casa os momentos de descanso real.
Assim você evitará ser induzido ao Estresse; descansará a mente e o corpo.

54 comentários:

Nuno disse...

Em resposta ao post: mais vale uma vida mais curta mas rica do que uma vida longa mas pobre.. uma vida sem stress e sem adrenalina é simplesmente uma vida pobre.. haverá melhor sentimento do que aquele apos a realização com sucesso de uma actividade radical quando pensamos para nós: "consegui!!" ? Apenas uma opinião.

Marcos disse...

Não vi associação nenhuma com a questão de estar postado no blog o Cristão no Século 21

Você acha que Moisés não teve picos de adrenalina quando viu a sarça ardente? Ou quando Abraão chegava ao lugar de matar seu filho? Ou Pedro na hora em que perguntaram se ele conhecia a Cristo?

Só por que pode trazer malefícios à saúda (mas com certeza tem inúmeros benefícios também, se não não teríamos sido criados com essa capacidade) não significa que é uma substância do mal. É algo natural do ser humano.

E o melhor de tudo... é muito bom!!!

Anônimo disse...

Não acho que a adrenalina traga tantos maleficios assim e outra qual é a graça de se ir no jardim botanico, prefiro muito mai suma boa corrida, opu qualquer outro esporte , além do mais esportes fazem muito bem a saúde(já é comprovado) e na maioria deles a liberação de adrenalina, se ela fisesse tão mal assim todos os atletas e praticante sde atividade física já estariam mortos

Anônimo disse...

Bom para mim, sobre adrenalina, se adrenalina fizece mal, não teriamos esta capacidade, a adrenalina faz mal, quando vç usa ela para assaltar um banco,pois vç correria serios riscos correndo da policia, vai que vç encapota, ou recebe uma bala na cara?uma ipotese!!!
E mais outra coisa, até quando nos glorificamos a Deus e sentimos a emoção da presença dele, isso tbm nos provoca adrenalina, então faria mal a adrenalina?? Creio que não, e tbm quando nos movemos com velocidade, estamos com a adrenalina, e os anjos de deus quando nos livram, eles o fazem rapido, então todos os seres estão em quase uma constante adrenalina, vamos dizer que a adrenalina não faz mal, desde que vç não a use para prejudicar o seu irmã, amém?
a paz galera

Anônimo disse...

somente quem nunca sofreu com um transtorno por causa da adrenalina, pode diser que ela faz bem, mas em determinadas pessoas ela pode causar até traumas psicológicos, sou cantora lírica e convivo com a adrenalina no limite, e se não utilizar beta bloqueadores, ela reduz o domínio sobre o corpo, causando tremor na voz e em algumas pessoas pode causar pânico por causa da exposição ao público. então amigos parem de olhar só para o próprio umbigo e aceitem que nem todas as matérias que circulam na internet são para vocês, ok!

Anônimo disse...

Sofro constantemente com ansiedade e a descarga de adrenalina é muito grande, sinto dores no corpo e cabeça sem contar com uma série de desconfortos que, sem dúvida são ampliados pela vida cotidiana, então, o que posso dizer é que para melhorar minha qualidade de vida certamente devo procurar ser seletiva, fazendo coisas que realmente sejam boas para o equilíbrio do corpo, evitando radicalismos e grandes agitações.

Anônimo disse...

Sofro constantemente com ansiedade e a descarga de adrenalina é muito grande, sinto dores no corpo e cabeça sem contar com uma série de desconfortos que, sem dúvida são ampliados pela vida cotidiana, então, o que posso dizer é que para melhorar minha qualidade de vida certamente devo procurar ser seletiva, fazendo coisas que realmente sejam boas para o equilíbrio do corpo, evitando radicalismos e grandes agitações.

Anônimo disse...

Sofro com a necessidade altíssima de adrenalina, ultimamente para mim quanto mais perto estou da morte melhor, caso contrário não existe razão ou graça no que faço, para mim não tem mais graça pular de para-quedas com um para-quedas nas costas, não tem mais graça andar de moto a somente 220km/h num transito fechado e com chuva. Entendi a mensagem do post, a adrenalina pra mim está cada vez mais me empurrando para um mal caminho, mas quanto mais perto chego desse mal caminho melhor me sinto, e muito pior me sinto quando a sensação termina.

Anônimo disse...

nossa... quanta ignorancia de algumas pessoas que postaram. Tudo que é de mais faz mal ao organismo. se Deus criou faz bem, mas na quantidade certa e na dose certa, agora adrenalina de mas faz mal sim, mas é claro que voces nao devem parar de fazer exportes, por que sim, faz bem a saúde, mas correr muitos riscos, ou querer cada vez mais adrenalina com certeza dexará a pessoa mais extressada, de mal humor e desmotivada para muitas coisas.

Anônimo disse...

E quanto à revista conexão JA? Eles sempre trazem comentários de um esporte radical que libera muita adrenalina...

Acho que as pessoas que gostam muito de adrenalina e não veem problemas em estimular o corpo a produzi-la podem não perceber, mas estão com algum tipo de vício nela. É uma substância estimulante (assim como a cafeína...), viciante e necessária em certas situações, devendo ser produzida em casos de necessidade momentânia, não devendo se estimular sem necessidade a produção pelo organismo, visto os efeitos colaterais (como qualquer outra droga).

Anônimo disse...

E quanto à revista conexão JA? Eles sempre trazem comentários de um esporte radical que libera muita adrenalina...

Acho que as pessoas que gostam muito de adrenalina e não veem problemas em estimular o corpo a produzi-la podem não perceber, mas estão com algum tipo de vício nela. É uma substância estimulante (assim como a cafeína...), viciante e necessária em certas situações, devendo ser produzida em casos de necessidade momentânia, não devendo se estimular sem necessidade a produção pelo organismo, visto os efeitos colaterais (como qualquer outra droga).

♪JuDaH♪ disse...

Prefiro viver menos me divertindo e aproveitando a vida.

Concerteza a pessoa que criou esse texto deve ser sedentário, e nunca deve ter ido a um parque de diversões.
Aproveita a vida amigo, não sabemos quando vamos morrer, então aproveite todo dia como se fosse o último.

Dê lugar a coisas novas, saia desse casulo de monotomia.

Anônimo disse...

Gosto de adrenalina, é bem mais divertido do que dormir o dia inteiro em uma rede, correndo o risco de virar um gordo sedentário, como o cara a cima falou.

Anônimo disse...

Cada um reage de forma diferente, tive problema de pressaão alta, fiz todos exames,inclusive "mapa", deu tudo normal, mas precisei até de remédio para controlar o stress pelo excesso de adrenalina.

Anônimo disse...

Eu não quero dizer aqui que está certo ou errado o exesso de adrenalina mas eu desde pequeno sempre a motivei com os antigos video-games lembram? pois é depois passei para os computadores de alto desempenho e cada vez mais jogos de estratégias ...bem minha vida era assim adorava parque de diverções e pega( corrida sem sentido pelas ruas) teve uma vez que eu estava com tanta adrernalina que fiquei treimendo horas ... bom gente o tempo passou e fui ficando velho e perdendo mais a vontade dessas coisa tipo PEGAS, videogames , parques etc... ai aconteceu que descobri que a vida era só trabalho , churrasco e bares ... o que eu quero falar a vcs aqui é o que eu penso e não existe um estudo ciêntifico sobre o que vou abordar agora: bom eu parei de ter essa vida de sempre em adrenalina e percebi que meu corpo a cada ano pedia mais e mais isso por isso andav sempre irritado mas eu já não vou mais aos parques de diverção e não faço mais pegas pelas ruas e não uso mais computadores por noites a fim para jogar então meu corpo gente começo a produzir cada vez mais adrenalina sei lá pq acho que por sempre desde adolecente produzir muito.Bom então um dia no ônibus eu senti a quela sensação de adrenalina ( como aquela que me fez tremer por horas num pega lembra) só que desta vez eu achava que ia morrer mesmo e dai começou uma serie de problemas como suar frio a mão , dor no peito , taque cardia, aceleração do batimento cardiaco , almento da pressão arteial, e uma pequena dilatação na rais da minha aorta em meu coração e a coisa foi tomando um pé que eu não podia mais nem ir no kamikase pq eu pensava que ia morrer!! de verdade as vezes eu ficava como se estivesse em uma matrix sabe parece que tudo era inreal ..olha gente nova eu hj tenho 38 anos já não tenho mais os 12, 15 , 18 , 21 anos e estou com sindrome do pânico!! meus Rins não param de produzir essa adrenalina ( isso eu percebo ) e tenho certeza que por isso eu tenho esta doença .. posso parecer um louco falando isso a vcs sem fundamento cientifico mas eu sinto a sindrome do Pânico como se meu orgânismo acreditasse que eu sou ainda um garotão de 18 anos e que agora ficou vivendo só para o trabalho e responsabilidade do dia -á -dia ( que é normal para um homem da minha idade )e me faz ficar com pânico de tudo ( isso é simples pq agora para mim o momento é outro mas minha cabeça acha que eu ainda sou esse garotão de 18 anos) e acredite não tenho como provar mas eu sinto que é isso os anos de adrenalina ao extrmo na minha juventude me fez um organismo dependente dela mas agora, com uma cabeça de um homem maduro e isso esta me causando medo..vc sabe o que é medo? agora eu sei o que é pq na idade de 18 anos eu simplesmnete ignorava.. por favor parem de exageros com ela a adrenalina pq a consequência eu sinto isso é o Medo!

Anônimo disse...

eu sou o homem que postou o comentário acima sobre a minha idéa do medo! não sei como colocr o meu nome só tinha anonimo mas meu nome é Marcio

Mustafá disse...

Campeonato brasileiro é aí que aconte a minha descarga de adrenalina, em todos os jogos do Fluminense, nos dias de jogos eu não almoço, só consigo beber água uma hora antes de jogo e uma hora depois do jogo em determinados jogos a descarga é maior, mas apressão se mantem normal o pulso já chegou a cem batimentos, depois que acaba o jogo uma hora depois é que vai me dar fome, todo ano é isso desde os meus treze anos. é por aí muita emoção e tome-lhe adrenalina, mas o campeonato praticamente acabou faltam dois jogos a adrenalina agora é bem levezinha.

Anônimo disse...

muito bom saber sobre a adrenalina, hehe

Anônimo disse...

A coisa é bem como disse o Márcio ...
sofro a mais de 20 anos com os mesmos sintomas descritos por ele.
Infelizmente o meu "vício inconsciente e autonomo" se deu por exposição duradoura a muitos problemas familiares,afetivos e sócio-econõmicos ( todos de uma vez só)e não em curtições.
Busquei ajuda mas o SUS (Sistema Unico do sofrimento )é só faixada e está programado para exterminar ( Já que é tão bom, por qual razão o lula não tratou o cancer lá ? ).
Sobreviví cheio de sequelas e nunca mais tive sequer 1 dia normal ( sem crises ou ataques )
mato 10 leões por dia, e o que me ajuda é o fato de eu ter sido um genio nas finanças e ter conseguido um ótimo patrimonio que me garante o direito de ficar trancado em casa. cuidado com o vício em adrenalina ...lembre-se de que essa droga seu corpo produz e certamente abusará cada vez mais desse fato sem sua permissão prévia, restando a voce viver em um inferno sintomático aterrorizante.

Anônimo disse...

O quew tem a ver jesus cristo deuse moises com um coisa ta ceria como esta sao uns fanaticos, vao se esclarecer melhor antes de posta bobagens sem qualquer importacia cientifica

Anônimo disse...

tenho real certeza do mal causador dessa droga enclusive da dificil recuperacao do dependente quimico em funcao da adrenalina

Anônimo disse...

Nascido de família pobre,de uma região pobre do Brasil, fui menino pobre. Mas cedo me conscientizei da importância da leitura, consciência política, trabalho e dignidade que herdei dos meus pais.
Hoje, com quase 80 anos vivo maravilhosamente bem, praticando exercícios e na medida do possível substituindo a ADRENELINA (fui assaltado a mão armada duas vezes), pela ENDROFINA substância ligada ao prazer como dançar por exemplo, e muita leitura, amigos(as).. me considero bastante inteligente para buscar as "coisas" que me interessam, me fazem bem, a mim e aos meus.
faltou dizer, ao meu País.

Anônimo disse...

Agora nao quero nem saber de adrenalina!

ViciadaEmPaixão disse...

Achei o texto do autor muito bom, correto, inteligente, esclarecedor e atual. MAS, estou com mais de 60 e sou mulher, casada há mais de 40, e adoro viver apaixonada.Nunca tive pressão alta, em casa alimentação saudável, música erudita, execícios físicos, mas ultimamente, por estar sentindo aquela adrenalina dos apaixonados, sim ela é maravilhosa e ninguém falou dela! Estava toda feliz mas, quando vi que estava muito constante a descarga de adrenalina, que ocorre o tempo todo, principalmente no trânsito,quando encontro pessoas atraentes ou quando ouço no rádio essas músicas sertanejas, hip hop ou funck que só falam de paixão e sexo, fui ao cardiologista, fiz o exame com o medidor de 24 horas e constatei que a pressão estava bem alta. Agora comecei a tomar remedio mas tento emagrecer os 5 kg excedentes para ver se me livrar do remédio. O problema é que, mesmo com o remédio continuo me sentindo apaixonada e com T - vai ser muito difícil me livrar desse vício - a vida é muito mais vibrante assim!

Ivair Augusto disse...

Você está viciada na DOPAMINA, o neuro-transmissor da paixão; a adrenalina intermedia outras emoções.

ViciadaEmPaixão disse...

DOPAMINA! Que bom! Assim, creio que posso continuar curtindo minhas danças/exercícios, paixões e fantasias. Como minha pressão andou subindo ultimamente achei que tinha que desviar minha atenção para atividades mais calmas. Muito grata. Adorei seu texto Ivair. Vc é 10!

Anônimo disse...

Ir com calma é o melhor remédio. Sofro também com o excesso de produção da adrenalina e estou faz um mês em função da minha elevação da pressão arterial, e tudo por causa de stress e acumulo de tarefas. Chega um momento que por mais que você queira seu corpo vai fazer você parar e não adiantará nada a mente querer continuar. Então fica a dica: Vá com calma, pois todos nos temos um limite, afinal não somos deuses e nem imortais, capazes de fazer tudo. O certo que na vida existe um limite e se você ultrapassar este limite, então meu amigo aguente as consequências. AS pessoas devem parar com está paranoia que viver a vida realmente é tu viver momentos radicais, ou fazer coisas que quase ninguém faz.

gustavo disse...

Ate para ler um comentario sobre adrenalina, as pessoas não param para pensar, aqui em nenhum momento
se tratou adrenalina como maleficio
mas sim como controlar os sentimentos, para que os efeitos da adrenalina não causem maleficios.

Anônimo disse...

Adorei a matéria, parabéns!

ROSANA disse...

existe um drops vendido na porta das escolas chamado Vibe adrenalina e algumas crianças que mastigaram esse drops mudaram o seu comportamento ficaram agitadas acho que esse drops deveria ser proibidode ser vendido esse produto e da peccin.
EMEF LUIZ BORTOLOSSO - ROCHDALLE - OSASCO/SP.

Anônimo disse...

Minha adrenalina subiu ao ler tantos erros de português: diser, enclusive e , o grande campeão: fizece!

Leo Gomide disse...

Sou paraquedista, e logo pretendo ser BASE Jamper e quem sabe futuramente um piloto de Wingsuit (macacão de asas), meu 1° salto foi emocionante no curso de paraquedismo, a sensação de algo de errado é alto, muito medo, adrenalina ao extremo, apos o salto e pouso tudo dando certo o que mais queria era repetir essa sensação de novo, e de novo, ou seja, não me vejo mais ficar sem saltar de paraquedas, bungee jump, e nao vejo a hora do BASE Jumper, ao contrario de diz aqui nessa matéria, adrenalina em mim se tornou algo relaxante, pois meu dia a dia o estres do trabalho, transito, barulho da cidade grande e problemas e sim tava me matando (cotidiano), esportes radicais + adrenalina seria pra mim como uma cervejinha com os amigos, rsrs algo pra descontrair !

Monique disse...

Muitas pessoas não se dão conta da dependência que desenvolvem em relação a adrenalina, aquelas pessoas que convivem com a correria, com o tempo contado, com compromissos assumidos maiores que a disponibilidade de tempo num único dia,falta de horário para se alimentar, para descanso, chegam no final de semana com o ritmo da semana, acelerados, precisam correr, precisam fazer tudo rápido, estão sempre apressados, agitados, inquietos, sofrem com a insônia, com problemas gástricos e intestinais e o mais nítido sinal de dependência é dizer que se sentem bem com a adrenalina. Atendo muitas pessoas que chegaram ao fundo do poço, por excesso de adrenalina, é incrivelmente sofrido reverter e estabilizar o corpo, geralmente quando chegam aqui, já fizeram uso de tudo quanto é tipo de medicações para "dopar" sistema nervoso, na tentativa de inibir a liberação de mais adrenalina no corpo (parecem zumbis). Claro que quem nunca teve pânico, depressão, estres, ansiedade, fobias, insônia, distúrbios alimentares e tantos outros desequilíbrios não compreendem e quem é viciado em algo, raramente aceita essa condição como desequilíbrio ou não procura ajuda, só quando chega no fundo do poço, desenvolve humildade suficiente para pedir ajuda e compreender o mal que criou para si. Lembro de um amigo que costumava correr muito de carro, tirar racha, escapou de um assalto a mão armada na rua, fazia manobras ousadas em rodovias e excedia naturalmente a velocidade (isso é um sintoma muito nítido de desequilíbrio), você não ser capaz de respeitar regras, leis, não ter controle sobre suas ações, até um dia que o corpo não suportou mais tanto estimulo e ele desenvolveu um pânico que paralisou a vida dele, teve que abandonar a faculdade, emprego e ficar trancado dentro do quarto com medo de morrer, teve que recomeçar, a andar, dependia de todo mundo, porque não podia mais ficar sozinho, tinha medo de tudo, de comer, de sair no quintal, de andar de carro, de dormir, de respirar e assim eu conheci inúmeras pessoas que atendi, que só resolveram mudar de vida e aceitar que o excesso de adrenalina era desencadeado por pensamentos de conflitos (raiva, medo, sentimento de injustiça, ressentimento, posturas de fuga, descontrole), às vezes, a pessoa tem uma rotina estressante e acha que "fugir" fazendo algo que libere adrenalina ameniza o desconforto, só o tempo vai mostrar e espero que dê tempo de mudar !! As drogas são atrativas aos viciados, porque eles dizem que ao usarem se sentem bem ... adrenalina também ... mas detona a supra-renal, libera radicais livres, aumenta a pressão arterial, acelera a circulação e qualquer descuido por uma maior pressão pode facilmente desencadear um avc, um ataque cardíaco, se tiver sorte de não ficar com sequelas ou vegetando, partirá dessa para outra com bastante adrenalina !! Tudo em excesso faz mal até água e em falta também, basta encontrar o equilíbrio, ninguém é desinformado bastante para entender que se você tem uma rotina estressante precisa trazer um contra ponto para atenuar esse excesso e manter a vitalidade no corpo. Todo mundo sabe quando o próprio corpo aguenta, mas nem sempre faz uso da inteligência, descontrole todo mundo pode ter (isso é fácil), quero ver quem consegue manter controle sobre as ações e pensamentos no dia a dia. Tente pedir para um viciado em adrenalina, fazer uma caminhada, uma meditação, ele vai se sentir desestabilizado, porque terá que lidar com sua própria sombra. Só os fortes assumem o vício e procuram ajuda para melhorar.

Anônimo disse...

A matéria trata sobre a patologia do vício em adrenalina. Estou com insônia e uma serie de outros problemas por causa disso. Quem ainda está na fase da diversão com adrenalina, aproveite! Mas quando chegar sua fase crítica, como cheguei, procure se lembrar das importantes dicas citadas aqui.

Anônimo disse...

Então é preferível ficar em uma realidade virtual do que realmente praticar esportes? A satisfação de conseguir fazer algo inicialmente seria improvável para você, é algo indescritível, pular de paraquedas, saltar de bungee jump... são coisa que no futuro faram refletir sobre muito aspectos da vida. meu filho de 4 anos já anda de skate em pistas e começou a surfar... pobres esses que gastam rios de dinheiros todos os anos para estar com seus aparelhos tecnológicos de ultima geração em mãos e viram obesos mórbidos que não conseguem sequer andar. Feliz todos aqueles que amam os esportes e a vida.

Edeilson Bittencourt disse...

Gostei muito desse tema e é muito importante para as pessoas que sofrem com esses sintomas, eu também tenho esses sintomas pressão elevada ,suor nas axilas tremores, pânico coisas essas e mais, que estou tentando superar ,mais através desse tópico está caindo a ficha de que preciso de ajuda profissional; que todos achem o seu equilíbrio e sejam felizes paz!!!!

Joao42Carlos PT disse...

estou na mesma situacao e nao penso que a adrenalina seja ma,antes pelo contrario,pode ter as suas mas consequencias mas o sentimento slde adrenalina no sangue compensa tudo

Joao42Carlos PT disse...

so a frase "se deus criou faz bem" ja demonstra grande ignorancia amigo por isso nem vou dizer mais nada

Anônimo disse...

Gostei da matéria, acho que a matéria está falando de excesso e não da positividade da adrenalina. Eu deixei de usar o computador a tarde e tenho procurado fazer uso do celular apenas quando preciso de ligar. Eu ficava muito ansiosa quando o celular trincava e corria para ver os recados. Estava ficando muito ansiosa e a noite não dormia.Cada caso é um caso! cada pessoa tem a sua genética, uns se dão bem com esportes radicais e outros não. Parabéns!

Anônimo disse...

Tu é um gênio

Anônimo disse...

realmente, vivo em constante adrenalina que a vezes tenho crise que me faz fica muito mal, principalmente de culpa e medo minha mente fica lotada, tensão na testa e mal estar horrível, pois vejo coisas inadequadas pra um cristão e tensão sexual, tento me livrar todo dia mais sempre caio. preciso de oração e mudar meus hábitos. Amém lembre-se meu nome é isaque

Isaque Farias disse...

estou criando um grupo de discurssão no facebook, quem quer compartilhar e ajudarmos uns aos outros inscreva-se https://www.facebook.com/groups/1669590826654771/

rfujihira disse...

Será que vocês não aprenderam ainda que seu corpo é a morada do Espírito Santo que Deus lhes deu, e que Ele vive dentro de vocês? Seu próprio corpo não lhes pertence. (20) Porque Deus comprou vocês por preço elevado. Portanto, usem todas as partes do seu corpo para render glória a Deus, porque o corpo Lhe pertence. (1Co 6:19-20, VIVA)
Vocês compreendem que todos juntos são a casa de Deus, e que o Espírito de Deus vive entre vocês, em sua casa? (17) Se alguém desonrar e estragar a casa de Deus, Deus o destruirá. Porque a casa de Deus é santa e limpa, e vocês são essa casa. (18) Deixem de enganar-se a si mesmos. Se você pensa que tem sabedoria acima do normal, conforme avaliação pelos padrões deste mundo, faria melhor se pusesse tudo de lado e se tornasse um tolo, antes de permitir que isso o afastasse da verdadeira sabedoria do alto. (19) A sabedoria deste mundo é loucura para Deus. Tal como o livro de Jó afirma, Deus usa a própria inteligência do homem para apanhá-lo; (20) ele tropeça na sua própria mente humana raciocina e quão louca e fútil ela é. (1Co 3:16-20, VIVA)

monica disse...

Vcs não sabem o mal e a preocupação em ter um filho pequeno, que foi constatado em exames neurológico a alta da adrenalina, tentando ler mais sobre pq tá difícil

Eduardo Jatan disse...

Só quem já teve uma crise de ansiedade generalizada, ou episódios fortes de ansiedade, vão entender quão importante é esta matéria. Obrigado aos autores, após vários anos de sofrimento, pude entender o mecanismo que me faz tão mal, as causas, e o tratamento.

Eduardo Jatan disse...

A adrenalina gerada por emoções de entretenimento ou aquela gerada por situações de pânico devem causar efeitos diferentes, e quantidades de hormônio diferentes, eu acho...

Anônimo disse...

sou a favor da adrenalina pq sou alérgico a marimbondo e a adrenalina é que mim salva.

Ronan Baia disse...

Eu me sinto mal demais com adrenalina produzida naturalmente. Por isso que eu realmente não compreendo o prazer em montanha russa esportes radicais etc. Em mim a adrenalina é descrregada muito fácil. É não me faz bem.

Ronan Baia disse...

Eu me sinto mal demais com adrenalina produzida naturalmente. Por isso que eu realmente não compreendo o prazer em montanha russa esportes radicais etc. Em mim a adrenalina é descrregada muito fácil. É não me faz bem.

marco da silva disse...

Conceteza tem diferença da liberação de adrenalina somada ao prazer de quando andamos numa montanha russa e a liberação quando estamos com uma arma na cabeça prestes a morrer.

marco da silva disse...

Conceteza tem diferença da liberação de adrenalina somada ao prazer de quando andamos numa montanha russa e a liberação quando estamos com uma arma na cabeça prestes a morrer.

Anônimo disse...

Noosssaaa que gênio!!!!

eulani sousa disse...

quias os disturbios ocorreriam se não pruduzissemos a adrenalina?

Anônimo disse...

O que causa o uso de adrenalina medicamentosa constante​ na gestação?